Páginas

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Eminem: Os 5 versos mais definitivos de sua carreira de acordo com o Hip Hop DX

Eminem é o mais próximo de um fenômeno musical que essa geração provavelmente vai ter. Um poeta insano com uma entrega quase impecável, suas letras são uma combinação de auto-consciência, honestidade, e inteligência raramente encontradas em nível equivalentes. Sua atitude de não se segurar deu origem a uma carreira repleta de fama e fortuna, dor e sofrimento, recaída e redenção, admiração e despeito. Com poucas exceções, cada um de seus versos é uma exibição de um mestre do ofício, não importa o assunto ou o alvo, ou se ele está rimando em suas próprias faixas ou participando na faixa de outro MC.

Para este artigo, estamos pregando os cinco versos mais definitivos de Shady - que é meio que como tentar encontrar o pedaço mais brilhante de ouro num baú de tesouro cheia de coisas, mas nós tentamos de qualquer forma. Ao identificar cinco versos que se sobressaíam sobre o resto, os critérios normais foram descartados a fim de escolher os flows que melhor exemplificam o Em como artista, pessoa, e sua personalidade. Em alguns casos, tomamos liberdade com o termo "verso", já que as rimas de Slim merecem um contexto mais completo, resultando em alguns "versos estendidos". Justo? Talvez não. Mas, novamente, é do Eminem que estamos falando, e não estamos tentando prejudicá-lo.

Comédia: "My Name Is"
"Got pissed off and ripped Pamela Lee’s tits off / and smacked her so hard I knocked her clothes backwards like Kriss Kross."

A canção que colocou Eminem no mapa é linha por linha preenchida com letras que evocam uma resposta de "Eu não acredito que ele disse isso". Esse verso - tão intenso que teve que ser completamente re-escrito para a versão de rádio - mostra o incrível dom de Eminem para a comédia de humor negro, e um pouco de violência e raiva. Ao degradar a si mesmo e outras celebridades, ele prova que ninguém está a salvo no mundo de Slim Shady.

Destreza: "The Way I Am"
"And it seems like the media immediately / points a finger at me / so I point one back at ‘em / but not the index or pinkie / or the ring or the thumb / it’s the one you put up / when you don’t give a fuck"

Uma das melhores letras do Eminem de todos os tempos, e certamente um conjunto para nos lembrar com quem estamos lidando - vá em frente e chame-o do que você quiser, culpe-o pelos problemas da juventude mal orientada, e fique bravo quando ele não for te dar um autógrafo, porque Eminem só vai responder virando o espelho para você e, então, (não tão educadamente) te dizendo aonde enfiá-lo. Esse verso resume Eminem em seu contexto, destreza, técnica e inteligência.
Controvérsia: "The Warning"
"Call my bluff and I’ll release everything I got / including the voicemails before you blew your top / when me and Luis were tryin’ to stick two CDs in the same slot"
Eminem pode estar no seu melhor quando está dilacerando alguém em pedaços. Não faltam raps de ataque por aí vindos de Shady, mas ele serve algo especial para Mariah Carey em "The Warning". Aqui temos o conjunto final da primeira estrofe, e Slim não retém nada. Mesmo depois de eviscerar Carey completamente ao longo das primeiras partes da canção, ele termina com uma ameaça, bem como um eufemismo atrevido, e cita outro ex de Carey para envergonhá-la ainda mais. É algo que só o Eminem poderia se safar, e enquanto estamos todos rindo, Carey e Nick Cannon provavelmente pensaram duas vezes antes de dizer qualquer coisa negativa sobre Slim depois que ele lançou essa bomba.
"I rap like I’m addicted to smack like I’m Kim Mathers"
Esse verso da estrofe final de "Till I Collapse" é só mais uma faixa favorita dos fãs carregada de jóias e um refrão de hino. Com esse verso em particular, temos um exemplo do conturbado relacionamento de Shady com sua ex-mulher, e uma analogia que equivale a criar música como um vício em heroína, que é a resposta de Eminem aos seus críticos, rivais, e lutas pessoas em ser o alto nível do jogo do rap.
Aliteração: "Renegade" (Jay-Z)
"Now who’s the King of these rude, ludicrous, lucrative lyrics / who could inherit the title, put the youth in hysterics"
Uma das primeiras participações especiais de alto perfil para Eminem, ele detona na faixa de Jay-Z. A aliteração e flow nesse verso é um exemplo fantástico do talento técnico de Eminem. Mas o contexto apresentado em apenas uma linha - na qual ele se enquadra como um inimigo para os pais hipócritas, um alvo da mídia, e estoura com o absurdo de um músico ser a causa dos problemas da juventude da nação - ilustra como Eminem era incrivelmente autoconsciente, mesmo na fase inicial de sua carreira.
As habilidades de Eminem com a caneta e papel estão sempre em exposição, e estes são apenas cinco dos seus versos mais pesados. Há certamente muito mais para dissecar e discutir, mas por enquanto, estes são um exemplo brilhante de porque ele é capaz de proclamar e demandar em "Rap God" que "we have nothing in common, poodle / I’m a Doberman / Pinch yourself in the arm and pay homage, pupil (Não temos nada em comum, poodle/ Eu sou um Doberman/ Se belisque no braço e preste homenagem, pupilo.)"
 
Créditos: Everything is Shady
 
Fonte:  HipHopDX

2 comentários:

  1. The Warning é foda,a Mariah vai lançar album novo esse ano,será que ela vai falar alguma uma merda dele?Slim precisa sair da sua gaiola.

    ResponderExcluir

O Blog não se responsabiliza pelos comentários feitos por seus visitantes, e se reserva no direito de excluir comentários com linguagem grosseira de conteúdo calunioso ou difamatório.

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...