Páginas

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

The Monster Tour de Eminem e Rihanna ganha vida no Rose Bowl

A tão aguardada The Monster Tour de Eminem e Rihanna, que teve início ontem (7) em Pasadena num Rose Bowl lotado, é anunciada como uma turnê em conjunto entre os dois astros da música, e a dupla tratou o show como se eles fossem iguais, começando e terminando juntos. No entanto, dividir o palco com Eminem é como jogar um contra um com LeBron James ou atuar com Daniel Day-Lewis. Eminem é, como ele lembrou a todos no último final de semana no Lollapalooza, um dos artistas mais interessantes na música hoje.

Isso ficou evidente desde o início do show, que abriu com um vídeo inspirado no filme "Silêncio dos Inocentes", que mostra a estrela de Sopranos, Michael Imperioli, levando Rihanna ao corredor de uma prisão. Conforme ela anda pela cela, apenas a parte de trás da cabeça de Eminem e seu marcante cabelo loiro aparecem na tela e o público do Rose Bowl enlouqueceu.

Mantendo o tema na abertura com "Numb", Rihanna começou o show por conta própria, só para ter uma plataforma se erguendo ao lado do palco onde Eminem, amarrado a uma maca à la Hannibal Lecter, surgiu no meio da canção. Como Jay-Z e Beyoncé na turnê On The Run (os dois shows chegam ao Rose Bowl esta semana, coincidentemente), há uma quantidade razoável de interação entre os dois artistas.

Seguindo a robusta "Numb", a dupla dividiu o palco para "No Love" e "Run This Town", então, novamente, algumas músicas mais tarde, para "Won't Back Down". Havia uma clara química entre eles, especialmente nas brincadeiras entre as músicas onde Rihanna acompanhou Eminem. Depois que ele encorajou todos "Façam a Rihanna se sentir em casa", ela respondeu de volta: "Façam barulho para esse branco filho da puta", recebendo um monte de aplausos e risos.

Após "Won't Back Down", a parte de Rihanna na noite, que durou quase uma hora, começou com ela destacando seus vocais numa impressionante e apaixonante "What Now". A canção foi um de seus pontos altos, junto com a maravilhosa "Stay", a faixa reggae "Man Down", e a dance "Where Have You Been".

O único inconveniente para o set de Rihanna, que reconhecidamente teve os fãs enlouquecendo, foi o quão produzido pareceu algumas vezes, com inúmeros dançarinos se juntando a ela para movimentos coreografados em canções como "Cake" e "Rude Boy", distraindo da performance. É difícil digerir seu polimento pop quando ela está na mesma lista com alguém tão bruto e intenso como Eminem. Toda vez que Marshall Mathers surgia no palco, ele era um pára-raios de atenção, como quando ele reapareceu no final do set dela para participar na espetacular "Love The Way You Lie".

Depois que a música terminou e Rihanna saiu do palco, Eminem disse apenas, "Califórnia, vamos lá!" E com isso, a Monster Tour disparou. "Square Dance", "Marshall Mathers", "Stan" com Rihanna cantando o refrão de Dido, o hino "The Way I Am", "Berzerk" - foi uma performance nocauteadora após a outra. E sua entrega na velocidade da luz em "Rap God" foi simplesmente de cair o queixo.

Em um momento, Eminem disse ao público, "Estou com a impressão que tem um monte de gente sob influência de uma substância ilegal", atraindo vários gritos. Mathers teve uma reação do público ainda maior quando seguiu dizendo, "se não, quantos de vocês estão apenas fodidos mentalmente? É por isso que parece como uma família." Tudo isso foi uma transição para um mix de músicas que incluíram o golpe duplo de "The Real Slim Shady" e "Without Me", que teve o Rose Bowl literalmente explodindo com fogos de artifício no final do set.

Assim como os melhores momentos de Rihanna vieram quando ela deixou seu personagem de palco fluir e mostrou seu calor, Eminem brilhou quando introduziu "Not Afraid". "Essa canção eu quero dedicar a qualquer um que já perdeu alguém para um vício", ele disse, fazendo referência às suas próprias batalhas com a doença, acrescentando, "Eu não poderia ter superado isso sem vocês."

Rihanna então voltou para seu bis, chegando com "Diamonds" e "We Found Love", antes de Eminem mandar "Lose Yourself". Apropriadamente, o show de quase três horas acabou com os dois cantando "The Monster".

Confira a set list abaixo (+ os dois/ * Rihanna solo/ ** Eminem solo):

“Numb” +
“No Love (Don’t Hurt Me)” +
“Run This Town” +
“Live Your Life” *
“Crack a Bottle” **
“Won’t Back Down” +
“What Now” *
“Phresh Out the Runway” *
“Cake” *
“Talk That Talk” *
“Rude Boy” *
“What’s My Name?” (remixed with Trey Songz’ “Na Na”) *
“Pour It Up” *
“Cockiness (Love It)” *
“Man Down” *
“You Da One” *
“Wait Your Turn” *
“Jump” *
“Umbrella” *
“All of the Lights” *
“Rockstar 101″ * “Where Have You Been” *
“Stay” *
“Love the Way You Lie” +
“3 a.m.” **
“Square Dance” **
“Business” **
“My Dad’s Gone Crazy” **
“Evil Deeds” **
“Rap God” **
“Marshall Matters” **
“Still Don’t Give a F–k” **
“Criminal” **
“The Way I Am” **
“Airplanes” (Paramore cover) +
“Stan” +
“Like Toy Soldiers” **
“Forever” (Drake cover) **
“Berzerk” **
“Till I Collapse” **
“Cinderella Man” **
“The Real Slim Shady” **
“Without Me” **
“Not Afraid” **
“Diamonds” *
“We Found Love” (Acoustic & Regular Versions) *
“Lose Yourself” **
“The Monster” +

fonte: Billboard
créditos: Everything is Shady






























Um comentário:

O Blog não se responsabiliza pelos comentários feitos por seus visitantes, e se reserva no direito de excluir comentários com linguagem grosseira de conteúdo calunioso ou difamatório.

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...