Páginas

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Eminem é citado em audiência na Suprema Corte americana

Na segunda-feira (1º de dezembro), a Suprema Corte dos Estados Unidos mergulhou nos tempos modernos, observando as redes sociais, o rap, e como equilibrar a liberdade de um indivíduo de dizer o que pensa com o interesse da sociedade na proteção contra aqueles que causam medo e perturbação. Qualquer um que apostou que Eminem seria o rapper mencionado na Suprema Corte está um pouco mais rico.

O caso é Elonis vs. EUA, apresentando um homem de 31 anos da Pennsylvania, Anthony Elonis, que em 2011 foi condenado por fazer ameaças no Facebook contra sua ex-esposa. Por escrever coisas como "Só há uma maneira de te amar, mas mil maneiras de te matar", Elonis recebeu uma pena de 44 meses na prisão.

Elonis acredita que suas postagens no Facebook foram mal interpretadas e, na apelação, seus advogados criaram o argumento de que suas postagens nas redes sociais foram estilizadas como letras de rap. Como resultado, nos meses que antecederam a audiência de ontem, os nove juízes da Suprema Corte tiveram uma repreensão sobre a história do hip-hop e os modos contemporâneos de comunicação.

Mais diretamente, o caso analisa o que é uma "verdadeira ameaça" para efeitos de processo criminal, mas, dada a aceitação generalizada de que os comentários online e as letras de rap podem muitas vezes estarem propensas à hipérbole, a decisão que está por vir se figura a ser um marco sobre a Primeira Emenda que pesa a intenção de um orador contra o entendimento de um leitor - um ato de equilíbrio que poderia ser facilmente aplicado em outros contextos legais como uma análise de difamação.

Durante a audiência de ontem, o chefe de justiça John Roberts citou Eminem e alguns de seus versos em "97' Bonnie & Clyde" para explicar sua posição sobre o caso.

"E a linguagem nas páginas 54 a 55 do resumo do solicitante?", perguntou o chefe de justiça. "Sabe, 'Dada make a nice bed for mommy at the bottom of the lake', 'tie a rope around a rock', isso é durante um contexto de uma disputa doméstica entre marido e mulher. 'There goes mama splashing in the water, no more fighting with dad', vocês sabem, todas essas coisas."

Roberts questionou se a letra dessa canção poderia ser processada ou se seria impune já que "foi escrita pelo Eminem e não por qualquer outra pessoa", acusando os juízes de dualidade de critérios.

Mas Eminem só estava tentando entreter um público, argumentou o vice-procurador geral Michael Dreeben.

"Não foi como se [Eminem] tivesse afirmado para ela em particular ou numa página no Facebook depois de ter recebido uma ordem de proteção contra abuso", disse o advogado do governo. "Não foi como se ele tivesse se apropriado de um estilo de rap que não era nada do que vinha fazendo anteriormente no casamento e, de repente, tentou expressar declarações violentas dessa forma."

O acusado afirmou que suas postagens se tratavam apenas de uma forma de terapia e letras de música que "aspiravam a constituir arte". Elonis também alegou assumir uma personalidade diferente enquanto rapper, identificando-se como Tone Dougie.

Mas nem todos estão comprando essa ideia.

"Bem, isso parece um roteiro para ameaçar a esposa e sair [livre] com isso", respondeu o advogado Samuel Alito. "Você coloca isso em rimas e coloca algumas coisas sobre a internet nisso e diz, 'Eu sou um aspirante a artista de rap'."

fonte: Billboard

Créditos:  Everything is Shady

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Blog não se responsabiliza pelos comentários feitos por seus visitantes, e se reserva no direito de excluir comentários com linguagem grosseira de conteúdo calunioso ou difamatório.

Leia também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...